X

Procedimentos

Motilidade Digestiva

Manometria Esofágica

O que é manometria esofágica ?

É um exame que tem por finalidade o estudo do funcionamento do esôfago. Avalia as pressões dentro do esôfago e a atividade muscular das três diferentes partes funcionais do esôfago (esfíncter inferior, corpo e esfíncter superior), durante a deglutição e nos períodos de repouso.

Quais as Indicações da manometria esofágica ?

  • 1 - Disfagia (dificuldade para engolir).
  • 2 - Dor no tórax de origem não-cardíaca.
  • 3- Investigar apropriadamente a presença de distúrbio motor esofágico, tais como as doenças do colágeno e espasmo esofágico difuso.
  • 4- Avaliação da Doença do Refluxo gastroesofágico possibilitando:
  • - Investigar a eficiência da peristalse esofágica (funcionamento do esôfago) em pacientes com indicação de tratamento cirúrgico para a doença do refluxo gastroesofágico, com o objetivo de permitir ao cirurgião escolher a melhor cirurgia para cada caso.
  • - Determinar a localização precisa do esfíncter inferior do esôfago para permitir a correta colocação do eletrodo de pHmetria esofágica prolongada.

Quais as Orientações e preparo do paciente necessários para a execução do exame de manometria esofágica?

Deve estar em jejum total de mínimo de 6 horas, não tomar nem água.

A manometria esofágica é realizada com o paciente acordado, pois é necessário sua colaboração ativa por isto é utilizado somente anestesia local na narina onde a sonda é introduzida.

O paciente não pode ter sido submetido a sedação nas 6 horas que antecedem o procedimento pois as medicações sedativas prejudicam a análise do exame.

Após o término do exame o paciente poderá se alimentar, dirigir, trabalhar, enfim levar sua vida normalmente.

Algumas medicações que podem alterar o funcionamento normal do esôfago, devem ser interrompidas no mínimo 48 horas antes do exame. São elas:

  •  Nitratos (Isordil, Sustrate);
  •  Bloqueadores do canal de cálcio (Adalat, Cardizen, Oxcord, Diltiazen);
  •  Anticolinérgicos (Buscopan, Hioscina, Atroveran);
  •  Procinéticos (Plasil, Digesan, Motilium, Cispride, Prepulsid)
  •  Sedativos (Valium, Diazepan, Lexotan, Olcadil, Frantal).

Nunca suspenda alguma medicação sem falar previamente com o médico que a receitou!

Trazer o resultado dos exames realizados anteriormente (endoscopia digestiva alta ou RX contrastado do esôfago). Todo paciente a ser submetido a estudo manométrico deve, no mínimo, ter sido submetido previamente a estudo endoscópico do esôfago.

Trazer a solicitação médica do exame e seus documentos pessoais e de convênio se for o caso.

Serão explicados com detalhes todos os passos envolvidos na execução do exame, e eventuais desconfortos e benefícios esperados com a realização do mesmo.

Como é a execução do exame de manometria esofágica?

Aplica-se gel anestésico na narina que estiver mais desobstruída e na orofaringe e pede-se para que o paciente inspire o gel, com objetivo de anestesiar o trajeto a ser percorrido pela sonda.

A sonda é introduzida lentamente na narina que foi anestesiada e quando sentimos que está na faringe posterior pedimos que o paciente flexione o pescoço para frente, para facilitar a entrada da sonda no esôfago. A sonda é então introduzida até o estômago.

Após a introdução da sonda, o paciente é colocado em decúbito dorsal (deitado), conseguindo este falar e respirar normalmente.

O exame é realizado por tração da sonda do estômago, passando lentamente pelo esfíncter inferior do esôfago até o corpo esofageano.

No corpo do esôfago o peristaltismo (contração esofágica) é avaliado por meio da análise dos complexos de deglutição, desencadeados pela ingestão de pequenos volumes de água (5 ml).

A duração do exame é de aproximadamente 20 a 30 minutos. Após o exame o paciente poderá voltar às suas atividades normalmente.

Clique aqui para ler o preparo para o exame

Enciclopédia do Aparelho Digestivo