X

Enciclopédia do aparelho digestivo

T > Tratamento endoscópico de varizes do estomago
Especialidade: Endoscopia Digestiva

O que são as varizes gástricas?

Alguns pacientes com hipertensão portal podem desenvolver veias dilatadas (varizes) no estômago. Estas ficam geralmente próximo da transição do estômago com o esôfago ou na parte inicial do estômago chamada de "fundo gástrico".

As varizes gástricas são geralmente vasos calibrosos que ao romperem causam sangramento digestivo de grande volume. Por isto a necessidade de tratamento destas.

Por serem volumosas, as substâncias que são utilizadas para a esclerose das varizes do esôfago, não são suficintes para "secar" as varizes do estômago. Por isto, nestes casos precisamos utilizar uma "cola biológica" que quando injetada gruda no tecido do vaso dilatado fazendo com que este seja obstruido.

Esta cola pode ser utilizada durante um episódio de sangramento agudo destas varizes. Em alguns casos também pode ser utilizada para prevenir que isto ocorra.

Após algumas semanas da injeção da cola, o organismo expulsa esta para fora e este processo leva a cicatrização que "seca" a veia dilatada daquela região.

Orientações para o exame:

  • Este procedimento tem a finalidade de tratar as varizes gástricas por via endoscópica.
  • A presença de um acompanhante adulto desde o momento da chegada do cliente até o término do procedimento é uma condição indispensável para a execução do exame.
  • Para se submeter ao procedimento, o paciente deve ter resultados recentes de hemograma, tempo de protrombina e contagem de plaquetas. Além disso, é necessário apresentar endoscopias anteriores.
  • Medicações com AAS (aspirina) e anticoagulantes tais como varfarina (Marevan®, Coumadin®), clopidogrel (Plavix®) e ticlopidina (Ticlid®), devem ser suspensas de sete a dez dias antes do procedimento, evidentemente sob supervisão do médico assistente.

Na Véspera do procedimento

  • O paciente deve fazer um jantar leve, evitando comida gordurosa.

No dia do procedimento

  • Jejum de oito horas, até mesmo de líquidos.
  • Atenção: não é possível realizar outros exames invasivos da região abdominal no mesmo dia, a exemplo da colonoscopia.
  • O procedimento dura, em média, 40 minutos, incluindo o tempo de preparo.
  • Ao término da intervenção, o paciente precisa de um repouso de cerca de uma hora.

Cuidados pós procedimento

  • Devido ao uso de sedativos, não é possível dirigir automóvel nem outros veículos durante todo o dia após o exame. Pelo mesmo motivo, durante um período de aproximadamente oito horas depois do procedimento, o indivíduo não pode realizar tarefas que necessitem de atenção, tais como mexer com máquinas e objetos cortantes.
  • A medicação usada na anestesia pode ocasionar um período curto de amnésia.
  • O paciente deve repousar no restante do dia, alimentando-se conforme recomendação médica.
  • Nos 3 dias após o procedimento o paciente deve fazer dieta apenas liquidos e pastosos. Deve evitar alimento e liquidos quentes.
  • Também não deve realizar atividade física ou carregar peso por no mínimo 3 dias.
  • Na presença de dor, sangramento, falta de ar ou qualquer outro sintoma não usual, deve entrar em contato com a clínica.

Enciclopédia do Aparelho Digestivo