X

Enciclopédia do aparelho digestivo

C > Cirurgia Bariátrica
Especialidade: Cirurgia do Aparelho Digestivo

O que é a cirurgia bariátrica ?

A cirurgia bariátrica é uma operação que pode ser feita para ajudar você a perder peso quando outros tratamentos para a obesidade severa ou mórbida não têm funcionado.

O objetivo da cirurgia é mudar o trato gastrointestinal de modo que limita a quantidade de alimento que você pode comer. Fará com que você se sinta saciado mais rapidamente quando você come, o que significa que você vai comer menos.

A obesidade é uma condição séria. Ele aumenta o risco de problemas de saúde e doenças graves, tais como doença cardíaca, derrame e diabetes. Também está intimamente ligada com depressão e pode afetar seus relacionamentos, emprego e auto-estima.

Quando é realizada?

A cirurgia para controlar a obesidade é muitas vezes arriscada. Deve ser considerada somente após análise cuidadosa dos riscos e benefícios. Geralmente a cirurgia bariátrica é feita se:

  • Você tem obesidade grave. O padrão atual é que os adultos podem ter beneficios se tiverem um IMC de 40 ou de 35 associado a alguma doença relacionada com a sua obesidade.

Para ser candidato para cirurgia, você deve seguir os seguintes critérios:

  • não ter sinais de doença mental, depressão ou o alcoolismo
  • nenhuma tendência auto-destrutiva
  • nenhum problema de coração, fígado, rim ou doença grave

Como posso me preparar para a cirurgia bariátrica?

Planeje-se para o seu tratamento e recuperação após a operação. Permitir tempo para descansar e tentar encontrar pessoas para ajudá-lo com as funções do dia-a-dia.

Siga as instruções do seu médico de não fumar antes e após o procedimento. Fumantes se recuperam mais lentamente após a cirurgia. Eles também são mais propensos a ter problemas de respiração durante a cirurgia. Por essas razões, se você é um fumante, você deve parar pelo menos 2 semanas antes do procedimento. É melhor parar de 6 a 8 semanas antes da cirurgia.

Se você precisar de um analgésico na semana antes do procedimento, escolha paracetamol ao invés de aspirina, diclofenaco ou naproxeno. Isto ajuda a evitar hemorragias durante a cirurgia. Se estiver tomando aspirina diariamente para uma condição médica, pergunte ao seu médico se você pode parar de tomar antes do procedimento.

Siga as instruções orientadas. Tenha uma refeição leve, como sopa ou salada, na noite antes do procedimento. Não comer ou beber nada depois da meia-noite e na manhã do procedimento. Nem mesmo beber café, chá ou água.

Quais são os tipos de cirurgia bariátrica?

Gastrectomia vertical: a maior parte do estômago é cortado e removido. Especialistas consideram que a eliminação do tecido do estômago pode diminuir a produção do " hormônio da fome”, conhecido como grelina.

Bypass gástrico em Y de Roux: a maior parte do estômago é grampeado e fechado, deixando uma pequena bolsa para receber alimentos. Esta pequena bolsa é ligada diretamente ao intestino delgado inferior, fazendo com que o alimento não entre em contato com a maior parte do estômago, duodeno, intestino delgado superior.

Derivação biliopancreática com duodenal switch (BPD): muitas vezes chamada de “duodenal switch”, é uma operação complexa. A maior parte do estômago é cortado, assim como no procedimento de gastrectomia vertical. A bolsa gástrica restante é ligada a uma parte mais final do intestino delgado fazendo com que o alimento não entre em contato com a maior parte do intestino delgado.

O que acontece após a cirurgia bariátrica?

Dependendo do tipo de procedimento que você fez, você vai ficar no hospital de 1 a 6 dias. Você pode ser capaz de retornar às suas atividades normais em 3 a 5 semanas. Você vai precisar de acompanhamento após a cirurgia para tratamento pós-cirúrgico e orientação da dieta. Seu médico irá avaliá-lo para as deficiências de vitaminas, quantidade de peso perdido e velocidade de perda de peso.

Junto ao procedimento, você terá que fazer mudanças na sua dieta:

  • Você terá que comer porções muito pequenas - a princípio apenas algumas colheres de sopa de cada vez e, em seguida, até um pouco mais de metade de um copo. Se você comer muito, você vai vomitar.
  • Você não deve comer alimentos que contenham muito açúcar, porque o seu corpo pode não ser capaz de digeri-lo como ele costumava fazer. Uma grande quantidade de açúcar pode fazer você se sentir mal e causar diarréia. Comer ou beber muito rápido, ou comer muita gordura ou açúcar pode causar síndrome de “dumping” que gera náuseas, tonturas, diarreia, vômitos e sudorese.
  • Você pode precisar controlar o que você come para ter certeza de obter a quantidade de proteína suficiente.
  • Você pode precisar tomar vitaminas e suplementos de cálcio para ajudar a evitar a desnutrição e a osteoporose.

Quais são os riscos da cirurgia bariátrica?

A cirurgia tem uma série de riscos, incluindo:

  • infecção
  • sangramento
  • estreitamento (estenose) da bolsa do estômago remanescente que é ligada ao intestino delgado
  • obstruções do intestino
  • cálculos ( pedras) nos rins
  • vazamentos (fístulas) de estômago
  • desnutrição porque seu sistema digestivo pode não digerir bem muitos nutrientes.

Não obter todos os nutrientes que você precisa pode causar problemas como anemia (falta de glóbulos vermelhos) ou osteoporose (enfraquecimento dos ossos). Se houver complicações da cirurgia, você pode precisar de mais cirurgia para correção do problema. Você pode não perder peso da forma que esperava. Também pode se cansar de comer pouco, e recuperar o peso perdido. Mesmo com a cirurgia você ainda terá de controlar sua alimentação.

Quais são os benefícios do procedimento?

Normalmente, a cirurgia ajuda as pessoas a perder peso. Dependendo do caso, muitos pacientes obesos perdem 50 a 90% do seu excesso de peso entre 12 e 18 meses.

A perda de peso pode ajudar a tratar ou prevenir outros problemas graves de saúde, tais como doenças cardíacas e diabetes. Doenças como a apnéia do sono, DRGE (doença do refluxo gastroesofágico), dor nas articulações, asma, síndrome do ovário policístico e gota melhoram e podem mesmo desaparecer.

Fatores de risco para doença do coração, como pressão alta e colesterol alto melhoram. A chance de morrer dentro de 5 anos diminui drasticamente. As mulheres obesas que têm a cirurgia antes de engravidar podem reduzir o risco de complicações na gravidez , como a eclâmpsia.

No entanto, a cirurgia de perda de peso é ainda bastante nova. Quanto tempo esses benefícios duram ainda está em questão.