X

Enciclopédia do aparelho digestivo

C > Câncer de Esôfago
Especialidade: Cirurgia do aparelho Digestivo

O que é o câncer de esôfago?

Esôfago é o tubo que liga a garganta ao estômago.

O câncer de esôfago é um crescimento de células anormais neste órgão. Na maioria das vezes as pessoas que têm câncer do esôfago são de meia-idade ou mais velhos. É mais comum em homens do que em mulheres.

Como isso ocorre?

A causa do câncer do esôfago não é totalmente conhecida. Fatores de risco são:

  • beber muito álcool
  • fumar ou mastigar tabaco
  • obesidade

Quais são os sintomas?

  • Dificuldade para engolir. Primeiro, você pode ter dificuldade para engolir alimentos sólidos. Mais tarde, os alimentos moles podem ser difícil de engolir. Eventualmente, você pode ter dificuldade para engolir até mesmo líquidos.
  • A sensação de ardor quando o alimento é ingerido.
  • Azia quando você beber líquidos quentes.
  • Perda de peso inesperado.


Como é feito o diagnóstico?

Seu médico irá rever o seu histórico de saúde, perguntar sobre seus sintomas e examiná-lo. Os testes para câncer de esôfago incluem:

Rx contrastado do esôfago, que permite o médico assistir a um líquido espesso (bário) movimentando de seu esôfago para o estômago. Ele pode ajudar a indicar o tamanho, forma e localização do câncer.


Endoscopia digestiva alta, que além de visualizar o tumor pode coletar pequenos fragmentos (biópsias) para análise.

O exame de Ecoendoscopia (Ultrassom endoscópico) é o melhor exame para avaliar o grau de infiltração do tumor na parede do esôfago. Além disto possibilita a punção de gânglios (linfonodos) se houver suspeita de acometimento tumoral dos mesmos.


Outros raios-X e tomografia de tórax e abdômen devem feitos para ver se a doença se espalhou para além do esôfago.

Como é tratada?

O tratamento depende do tamanho e localização do câncer, sua idade e sua saúde geral. Poderá ser tratado com cirurgia, radioterapia, quimioterapia ou uma combinação destes tratamentos.

A cirurgia pode remover parte do esôfago e os linfonodos próximos. Ela pode curar algumas pessoas cujo câncer não se espalhou além do esôfago. Para outros, pode não ser uma cura, mas ela pode aliviar alguns dos sintomas.


A radioterapia utiliza radiação de alta energia para matar as células cancerosas. Muitas vezes, é utilizado para aliviar a dor e reduzir o tumor para tornar mais fácil de engolir.

A quimioterapia utiliza drogas especiais para matar células cancerosas e encolher tumores. Elas são geralmente administradas com injeção na veia.

Combinando a cirurgia com outros tratamentos, como a quimioterapia ou a radioterapia pode-se ajudar algumas pessoas a viver mais tempo e com menos sintomas.

Quanto tempo os efeitos duram?

A chance de sobrevivência a longo prazo do câncer de esôfago é geralmente pobre. A chance de cura pode ser melhor se o câncer for descoberto cedo. Se você tiver algum dos sintomas e tem fatores de risco para esta doença, consulte o seu médico. Esse tipo de câncer geralmente não é diagnosticado até que os sintomas aparecem durante os estágios posteriores da doença, onde o câncer pode se espalhar facilmente. No entanto, os melhores tratamentos têm ajudado a aumentar o tempo de vida e conforto das pessoas com esta doença.

Como posso me cuidar?

Fale com o seu médico se você tiver preocupações sobre sua doença e tratamentos. Pergunte sobre os efeitos colaterais que você pode ter. Peça a um amigo para ir com você, que pode ouvir, também. Se você não entender alguma coisa, pergunte ao seu médico para lhe explicar.

As seguintes diretrizes podem ajudar a controlar os seus sintomas:

  • Coma pequenas refeições e mais vezes ao dia.
  • Siga os conselhos do seu médico sobre os alimentos saudáveis que você deve comer para manter sua força e ajudar a melhorar o seu corpo após o tratamento.
  • Descansar bastante e dormir.
  • Tomar remédio para dor, como prescrito.

Como posso prevenir o câncer de esôfago?

Não há maneira de prevenir este tipo de câncer. Você pode reduzir o risco, se você não fuma ou se bebe apenas uma quantidade moderada de álcool. Para detectar qualquer problema cedo, deve-se fazer exames regulares e estar ciente de quaisquer mudanças em seu corpo.